twitter videos flickr   mapa contato   Mudar cor    idiomaingles  


  Imprimir


Texto Normal Texto Grande Fundo Preto Fundo Padr?o



Pesquisadores do Amapá e da França apresentam resultados de pesquisas na Baía de Oiapoque

 


O Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) promoveu nesta terça-feira, 30, no auditório do Museu Sacaca, um seminário internacional com pesquisadores franceses. O tema foi o projeto "OYABAY - A Baía do Oiapoque: dinâmica estuarina e recursos pesqueiros".


A finalidade do evento foi apresentar os resultados das pesquisas científicas preliminares, realizadas através de parcerias internacionais na fronteira entre o Amapá e a Guiana Francesa. Esse projeto foi organizado pelas pesquisadoras do Iepa, Valdenira Ferreira dos Santos - doutora em Geologia e Geofísica Marinha - e Laysa de Oliveira Santana - mestre em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos.


O evento contou com a presença dos representantes da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), Agência de Pesca do Amapá (Pescap) e a participação dos diretores do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas da França (CNRS) Annaïg le Guen, Antoine Gardel e Vincent Vantrepotre. O CNRS foi o principal parceiro do Iepa nesse projeto de pesquisa.


A programação começou com a apresentação do projeto OYABAY, pelo francês Antoine Gardel e pela pesquisadora do Iepa, Valdenira Santos. Os principais assuntos abordados foram: o contexto geral do estuário do Oiapoque, manguezais e recursos pesqueiros.


O projeto OYABAY tem o objetivo de estabelecer um ponto de partida para o estudo da dinâmica costeira da região e suas repercussões sobre os recursos costeiros.


A pesquisadora do Iepa, Valdenira Ferreira dos Santos, enfatiza a importância da parceria com a Guiana Francesa, tendo em vista que é neste órgão governamental da França que se concentram pesquisadores especializados que trabalham na área costeira.

 

Baía do Oiapoque


A Baía do Oiapoque, no estuário do rio de mesmo nome, fica entre o Cabo Orange e a Ponta Béhague. Apesar da importância da região para os recursos pesqueiros e recentemente para a indústria petrolífera, poucos estudos foram realizados neste setor costeiro, tanto do lado da Guiana Francesa, quanto do lado do Brasil.


A pesquisadora do Iepa, Laysa de Oliveira Santana, disse que os pesquisadores fizeram uma abordagem preliminar para tentar conhecer um pouco sobre o estuário, os meios físicos da hidrodinâmica e da vegetação. O trabalho teve o objetivo de levantar dados preliminares sobre a Baía do Oiapoque.


O seminário serviu para mostrar os primeiros dados obtidos e possivelmente gerar uma cooperação futura para a continuidade dos estudos na área do Oiapoque.

 

Daniella Dias
Assessora de Comunicação Iepa





IEPA - Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá
Av. Feliciano Coelho, 1509. Trem,
CEP: 68.901-025 - Macapá - Amapá - Brasil
Fone: (96) 3212-5341 / 3212-5342 / 3212-5366
Site desenvolvido e hospedado pelo IEPA

Amap?