twitter videos flickr   mapa contato   Mudar cor    idiomaingles  


  Imprimir


                                                                                                                Texto Normal Texto Grande Fundo Preto Fundo Padr?o



Exposição retrata arte e espiritualidade
das louceiras do Maruanum

 


Desde a segunda-feira, 24, o Núcleo de Pesquisa Arqueológica do Instituto de Estudos e Pesquisas do Estado do Amapá (Iepa) abriu uma exposição inédita sobre o conhecimento tradicional para confecção de louças das mulheres do Distrito do Maruanum, localizado a 58km de Macapá. A mostra "As Louceiras do Maruanum" revela que, para essas mulheres, uma panela não é apenas uma peça de cozinha: é uma peça de saber, um conjunto de histórias e a forma material de conhecimentos imateriais.

A exposição foi idealizada pelo pesquisador Fabrício Ferreira, que desenvolve um trabalho de mestrado com as louceiras. Fabrício foi colaborador do Núcleo de Pesquisa Arqueológica do Iepa e agora é aluno do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Amapá.

A exposição conta ainda com apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Instituto Municipal de Política de Promoção da Igualdade Racial (Improir), ligado à Prefeitura Municipal de Macapá, e do Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas do Amapá (Cepap), ligado à Universidade Federal do Amapá.

Projeto
A exposição As Louceiras do Maruanum começou a ser planejada no ano de 2012, quando Fabrício trabalhava no Núcleo de Pesquisa Arqueológico e, em um evento, teve contato com as mulheres louceiras. Mais tarde, em 2014, a vida e arte das louceiras foram o tema de seu mestrado.

Para Fabrício a arte que elas fazem não são simples peças artesanais, mas sim todo um mundo de criatividade e espiritualidade. "Elas acreditam que no momento que estão criando as peças há uma presença superior que chamam de Maria de Barro que as guia na confecção das peças".

O processo de confecção é cheio de ritualística, desde a coleta da madeira que fará o fogo para o cozimento, até o ultimo retoque na pintura final. "Conhecer a vida dessas mulheres e essas peças é trazer pra mais perto de nós a história do povo amapaense assim como os primórdios que aqui viveram. A comunidade do Maruanum carrega este peso artístico e cultural para o nosso Estado e humanidade", finalizou Fabrício.


Serviço:
Local: Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá / Núcleo de Pesquisa Arqueológica
Endereço: Av. Feliciano Coelho, 1509
Visitação: de Segunda à Sexta, das 9h às 17h30min


Ariel Meira
Assessora de Comunicação Iepa




IEPA - Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá
Av. Feliciano Coelho, 1509. Trem,
CEP: 68.901-025 - Macapá - Amapá - Brasil
Fone: (96) 3212-5341 / 3212-5342 / 3212-5366
Site desenvolvido e hospedado pelo IEPA

Amap?