twitter videos flickr   mapa contato   Mudar cor    idiomaingles  


  Imprimir


                                                                                                                Texto Normal Texto Grande Fundo Preto Fundo Padr?o



Programação folclórica no Museu Sacaca
inclui observatório e peça teatral



Em comemoração ao Dia do Folclore, celebrado no dia 22 deste mês, o Museu Sacaca realiza desde quarta-feira, 19, uma vasta programação. O objetivo é resgatar a cultura diretamente ligada ao folclore e incentivar a valorização da leitura de histórias e lendas que marcam a infância e adolescência de muitas gerações.

A programação ocorre em várias áreas do museu, onde funcionários e monitores ministram palestras, além de contar lendas e histórias. Na manhã desta quinta-feira, 20, cerca de 100 crianças participaram de sessões de cinema, ações educativas, oficinas de pintura e visitaram o planetário móvel Maywaka.

Um dos destaques foi a encenação da peça "O saci que não tinha uma perna só", que conta a história de um saci moderno, que tenta se incluir na sociedade atual. A peça, assim como o livro, terá seu lançamento em breve, e tem como finalidade trabalhar dentro das escolas o bullying e inclusão social.

Estima-se que até a finalização da programação na sexta-feira, 21, o Museu terá recebido oito escolas que trazem consigo cerca de 550 alunos. Todas as visitas de escolas foram feitas com um agendamento junto a administração.

Na sexta-feira a agenda de programação continua com as mesmas atividades, contudo, incluindo a palestra "A explicação do reconhecimento do céu noturno" e a apresentação de um vídeo de astronomia.

Dia o Folclore
Dia do Folclore é celebrado internacionalmente no dia 22 de agosto. Nessa data, no ano de 1846, a palavra "folklore" (em inglês) foi inventada. O autor do termo foi o arqueólogo inglês William John Thoms, que fez a junção de "folk" (povo, popular) com "lore" (cultura, saber) para definir os fenômenos culturais típicos das culturas populares tradicionais de cada nação. No Brasil, o Dia do Folclore foi oficializado em 17 de agosto de 1965.

"O Saci que não tinha uma perna só"
O livro O Saci que não tinha uma perna surgiu em uma programação do Projeto Pró Ler, em uma escola municipal de Macapá, com a autoria das professoras Ruth Moura e Claudevania Carvalho e colaboração de Adan Lucas, neto de Ruth.

Assim que pronta, as professoras viram que dali poderia surgir um livro infantil paradidático, que além de incentivar a leitura, iria trabalhar a questão do bullying, fenômeno muito debatido na atualidade. O lançamento do livro acontecerá em novembro deste ano e a ideia é que a primeira edição seja doada para escolas.


   

  

  



Ariel Meira
Assessora de Comunicação Iepa - arielvanessaap@bol.com.br
Créditos das fotos





IEPA - Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá
Av. Feliciano Coelho, 1509. Trem,
CEP: 68.901-025 - Macapá - Amapá - Brasil
Fone: (96) 3212-5341 / 3212-5342 / 3212-5366
Site desenvolvido e hospedado pelo IEPA

Amap?